Fenômenos raros: Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue na mesma noite.

Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue na mesma noite.

Na noite de hoje, 31 janeiro, acontece um fenômeno lunar muito raro que não se via há 150 anos: Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue na mesma noite. A última vez que isso aconteceu foi em 1866 e a próxima vez será em 31 de janeiro de 2037. A Superlua acontecerá pela segunda vez no mês.

O que será visível no território brasileiro é Superlua e a Lua Azul. O fenômeno terá início por volta das 20h48 e vai durar até a meia-noite.

Entenda cada um dos fenômenos:

Superlua: Ocorre quando a lua atinge o perigeu, o ponto mais próximo à Terra, parecendo estar maior. Essa lua é significativamente maior e tem mais luminosidade (Microlua) do que quando está no ponto mais distante, o apogeu.

Portanto, durante os 28 dias de ciclo lunar, o satélite às vezes se encontra mais próximo de nós do que outras vezes. A Superlua ocorre quando o momento de maior aproximação é, além disso, o momento em que há Lua cheia.

Lua Azul (Blue Moon): indica a segunda lua cheia do mês. Embora tenha esse nome, o fenômeno não afeta a cor do satélite.

Como em janeiro já tivemos uma Lua cheia no início do mês (outra Superlua entre 1º e 2 de janeiro) esta segunda Lua cheia é, além disso, uma “Lua Azul”.

Lua de Sangue (Blood Moon): quando a coloração da lua fica avermelhada durante um eclipse lunar. A Terra, o Sol e a Lua estarão alinhados, resultando em um eclipse lunar total.

Durante o decorrer do eclipse, a atmosfera da Terra filtrará a luz azul e verde dos raios solares, mas deixará passar a luz vermelha. Por isso a Lua ficará tingida pelo reflexo do brilho avermelhado que chegará procedente da nossa atmosfera.

Redação DuCampeche