Carnaval de Olho Aberto

Praia durante o dia, bloco de rua à tarde e festa à noite. Não há como negar, Carnaval é sempre um agito. Mesmo que você deseje ficar na sua e curtir as maravilhas do Sul da Ilha, a região acaba atraindo muitos turistas e com a casa cheia, sempre é bom ter cuidado e manter os olhos bem abertos.  Quando o assunto é roubo e furto de veículos, o Tenente Miranda, da 1ªRPM/4ºBPM/3ªCia – 3ª Companhia (Sul da Ilha), afirma que “assim como em todos os anos alguns casos sempre acontecem, mas em comparação ao ano passado o número de furtos de automóveis diminuiu, pois o público está acima do normal para a época, gerando um problema na mobilidade urbana que consequentemente dificulta a fuga do assaltante devido ao trânsito”.

A estratégia adotada pela Polícia Militar durante o Carnaval será a mesma utilizada durante a temporada e para complementar, foi lançada hoje a Operação Alegria 2016, que tem como objetivo proporcionar segurança e proteção aos cidadãos que participarão das festas de Carnaval, bem como às pessoas que preferem o sossego e a tranquilidade do feriado. As ações policiais estarão voltadas principalmente para coibir o porte ilegal de arma, a posse e comércio de drogas, a venda de bebidas alcoólicas em desacordo com a legislação e a condução de veículos em via púbica sob efeito de álcool ou substância psicoativa. A Operação se estende até o meio-dia da próxima quarta-feira, 10.

Outra atitude que tem ajudado bastante os PMs é o contato diário e efetivo com a comunidade local, principalmente através de grupos como “Vizinho Solidário” e “Vamos Juntas à Praia”, criados pelos moradores. Segundo o Tenente Miranda “esta divulgação tem ajudado muito a Polícia Militar", pois os moradores estão mais unidos e prestando atenção em seus bairros e ruas, ou seja, se algum suspeito é visto a polícia logo é acionada. Com a própria população estando aliada aos PMs, o número de furtos de residência registrados desde Julho de 2015 foram de apenas quatro. Saiba mais sobre o Projeto “Vizinho Solidário”.

Trilhas

As trilhas são mais um motivo de medo e insegurança no Sul da Ilha. São dezenas, espalhadas por toda a Costa Leste. Para as mulheres é difícil lidar com esta situação. Há casos de estupro registrados e meninas que por diversas vezes desistiram de ir à praia pelo medo gerado ao colocar o pé na trilha. O grupo “Vamos Juntas à Praia” nasceu com o intuito de amenizar a insegurança das garotas que desejam aproveitar à beira-mar.  Através do aplicativo WhatsApp, elas trocam mensagens tentando reunir grupos, ou pelo menos mais uma, para cruzar a trilha juntas. Outra tentativa de se prevenir contra a violência.

Sobre as medidas tomadas pela Polícia Militar, o Tenente Mirando informou que é feito um policiamento diário com quadriciclos em todas as trilhas da Joaquina até o Morro das Pedras, e que mais uma vez a divulgação tem sido uma grande aliada dos PMs. “No início de janeiro recebemos um chamado do Morro das Pedras e conseguimos deter o suspeito, evitando uma tentativa de estupro”. Abaixo seguem algumas orientações do Tenente, tanto para que o trabalho da PM possa ser ágil, quanto de segurança para a população:

Atitudes necessárias:

- Procurar fazer trilhas em grupos, ou com pelo menos duas pessoas (mulheres: evitem atravessar sozinhas);

- Evitar levar objetos de muito valor;

- Evitar horários que possam ser mais perigosos, como a noite e a madrugada.

O que fazer caso algo aconteça:

- Primeiramente tentar manter a calma e prestar atenção nas características do indivíduo e ver para qual lado fugiu;

- Ligar imediatamente para o 190. Desse modo a polícia pode agir rapidamente, facilitando a busca pelo indivíduo.

 

Dicas gerais de segurança da PMSC:

- Se beber não dirija. Use o transporte público ou táxi;

- Evite utilizar relógios caros, anéis, brincos, pulseiras ou correntes de ouro;

- Estacione seu veículo em locais iluminados e movimentados. Procure usar proteção adicional como trava de segurança e alarme;

- Não se envolva em brigas e discussões;

- Leve apenas um documento original com foto e sua carteira do convênio médico, caso possua;

- Se alguém se sentir mal perto de você chame um policial (190);

- Não exagere no consumo de bebidas alcoólicas;

- Se levar crianças esteja atento para não as perder de vista, e identifique-as com pulseiras ou crachás contendo seu nome e um telefone de contato;

- Compre ingressos para desfiles somente nos locais oficiais;

- Deixe talões de cheques em casa, leve apenas o dinheiro trocado que pretende gastar, se for o caso leve apenas um cartão de crédito.

 

Da Redação DuCampeche