1ª Oficina do Orçamento Legislativo Participativo

1ª Oficina do Orçamento Legislativo Participativo

Será neste sábado, 2 de Dezembro, na EEB Brigadeiro Eduardo Gomes, no Campeche, a primeira oficina do Orçamento Legislativo Participativo, um plano de investimento que une os valores das emendas parlamentares de cinco vereadores da Capital. 

A proposta é inédita no país. A cada ano, uma comunidade de Florianópolis será escolhida para receber os recursos, que em 2018 serão investidos na região do Sul da Ilha. Essa será a primeira de duas oficinas, sendo a segunda no dia 9 de dezembro. 

O evento de lançamento na região, no último dia 21, reuniu quase 100 moradores que puderam debater o projeto com os vereadores e seus assessores. Espera-se um público maior para os três eventos. 

Os mandatos criaram uma metodologia para organizar e potencializar a participação social, já que o maior objetivo do OLP é que a própria comunidade se apodere dessa parte do orçamento municipal e decida como esse dinheiro deve ser gasto. As oficinas serão, portanto, um espaço integrado e participativo de tomada de decisão que valorizará a diversidade sociocultural. 

Desde 2016, as emendas parlamentares são impositivas, ou seja, o Executivo tem a obrigação legal de atender as indicações dos vereadores. Portanto o OLP somará R$ 2,5 milhões do orçamento anual da Prefeitura, oriundos dos R$ 500 mil a que cada vereador tem direito. O objetivo dos vereadores Afrânio Boppré (PSOL), Lino Peres (PT), Marcos José de Abreu (Marquito, PSOL), Pedro de Assis Silvestre (Pedrão, PP) e Vanderlei Farias (Lela, PDT) com o OLP é inverter o viés clientelista das emendas parlamentares do legislativo e ajudar na construção de um processo de democracia direta e participativa.

Serviço

O que: Oficinas do Orçamento Legislativo Participativo (OLP)
Quando: Dias 2 e 9 de dezembro, das 8h às 12h
Onde: EEB Brigadeiro Eduardo Gomes – Av. Pequeno Príncipe, 2939, Campeche
 

Redação DuCampeche

OLP - Orçamento Legislativo Participativo