Encontre-se

Nesta breve existência, notamos cedo ou tarde que o tempo passa rápido e não é interessante "perdermos" tempo. Daí  a frase "se somar fica, senão some" :)

Sendo assim, de forma objetiva trago a reflexão de que não somos propriedade de ninguém, a não ser de nós mesmos.

Se pertencer é mais do que estar consigo, pois o estar é passageiro e suscetível ao momento e experiências em que vivemos, mas se pertencer é se sentir amado, único, é saber o caminho a ser trilhado, seus objetivos e metas, conhecer os seus sentimentos mais profundos, saber do que se gosta, o que te move e por consequência ai estará conectado.

Pois bem, hoje podemos estar em um trabalho, por vontade ou necessidade, mas acima de tudo nos pertencemos, o trabalho não nos possui como sua propriedade, nem tampouco passará sob seus valores pessoais.

Somos seres libertos, porém suscetíveis ao livre arbítrio e devemos seguir as leis e ética para o convívio em sociedade.

Quando estamos com alguém, não é diferente, ocorre em decorrência da nossa escolha e vontade, ou carência afetiva, seja lá o motivo, mas o ponto aqui é constatar que Estar é diferente de Ter.

Não se tem alguém, apenas se está com alguém, seja naquele espaço de tempo presente, passado ou futuro.

Por isso, seja seu! E esteja com quem deseja, respeitando a lei da causa e efeito, as leis e a ética.

Certa vez quando garoto, num bar no Bexiga li a seguinte frase, que até hoje me acompanha: "As coisas que amo, deixo as livres, se voltarem é porque sempre as tive, se não voltarem, é porque nunca as tive".

Que esta seja uma pílula de sabedoria para o seu autoconhecimento.

 

Muita luz, abraço!

 

Anderson Martins Gonçalves