Tarifa social e cadastro único: descaso com a população

Foto: Kio Za's/Facebook

A Prefeitura de Florianópolis está realizando cadastros e atualizações da tarifa social e cadastro único. Atualmente, a passagem escolar para estudantes de escola pública é gratuita, porém, a liberação começa a acontecer dias depois do início das aulas, causando transtornos e prejuízos de até R$42,00 por semana, para uma pessoa.

A população manifesta-se nas redes sociais com a indignação devido ao descaso. Horas de espera em filas gigantes, em baixo do sol, mau atendimento e poucos atendentes para uma média de 300 pessoas por dia. Algumas pessoas ainda relatam terem que voltar vários dias no local enfrentando novamente horas de fila pela falta de informações dadas pelos atendentes,  pelo fato de que a divulgação referente à documentação necessária é diferente do que pedem na hora do atendimento.

''Na fila, mesmo tendo fila preferencial, tinha muitas pessoas idosas, na maioria mulheres, muitas mães e suas crianças, pessoas com pressão baixa, o sol bateu forte e o que salvou foram as conversas e apoios criados na hora, para que conseguíssemos comer e usar o banheiro, e algumas vezes sentar no chão para conseguir ficar até o final.'' afirma moradora de Florianópolis em sua rede social, após passar horas na fila esperando por atendimento.

Além disso, após o cadastro ainda leva de 3 a 5 dias úteis para que seja liberado o transporte escolar. Com o preço da passagem aumentando cada vez mais (4,20 atualmente) muitas pessoas não tem condições de pagar um valor tão alto por semana pelo transporte escolar dos seus filhos, necessitando da liberação do gratuito. 

Locais de atendimento

No Espaço Inclusivo, localizado no Box 77 do Mercado Público, no centro da Capital, é referente ao Cadastro Único. O serviço é realizado diariamente das 9h às 17h, para famílias com renda comprovada de até dois salários mínimos. É preciso comparecer ao local com os documentos solicitados.  O recadastramento deverá ser feito somente no mês de aniversário do responsável familiar. 

No caso do recadastramento para estudantes, o processo pode ser realizado diretamente no órgão da Secretaria de Mobilidade ao lado do Setuf (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis), com a apresentação do atestado de matrícula e comprovante de residência.

Documentos necessários para cadastro no CAD (Adultos - maiores de 18 anos):

RG
CPF
Título de eleitor
Carteira de Trabalho (mesmo não assinada) e contracheque
Comprovante de renda e/ou benefícios
Certidão negativa do INSS – somente para cadastro em auditoria
Comprovante de residência atualizado (30 dias), podendo ser contrato de aluguel, conta de luz, água ou telefone
Caso de adulto estudante, comprovante de frequência escolar
 

Crianças e adolescentes (0 a 17 anos)

Certidão de nascimento original ou carteira de identidade
Acima de 5 anos, atestado (original e uma cópia) de frequência escolar atualizado (30 dias)
Carteira de vacinação para crianças menores de 5 anos.

Redação DuCampeche

Foto: Divulgação/PMF