Sd Caroline Pletsch da PMSC é assassinada por criminosos em Natal

Sd Caroline Pletsch

Nesta segunda-feira, um casal de Policiais Militares foram vítimas de assalto em um pizzaria em Natal - Rio Grande do Norte, local onde passavam férias.

Durante a ação dos bandidos à pizzaria, a soldado Caroline Pletsch, de 32 anos, e o sargento Marcos Paulo da Cruz, 43 anos foram reconhecidos como policiais e vítimas de disparos de arma de fogo durante um latrocínio

Caroline foi atingida no peito e não resistiu aos ferimentos, vindo à falecer logo após ser socorrida, quando estava a caminho do hospital. Marcos, seu esposo, foi atingido por dois disparos na região do peito e ombro, mas encontra-se estável, sem risco de morte.

Nas reses sociais, o 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó mostra a trajetória de Caroline e Marcos. Esclarecem ainda as providências tomadas pela PMSC e pela PMRN:

A SOLDADO CAROLINE

Nascida em 21/02/1986, em Campo Grande-MS, a Soldado Caroline Pletsch veio para Chapecó ainda criança, onde após alguns empregos no meio civil, escolheu a profissão de proteger as pessoas, o sacerdócio de ser policial militar. Ingressou na Polícia Militar em 07/10/2013, fez o Curso de Formação em Chapecó e desde então trabalhou na capital do oeste. Ela atuava na Radiopatrulha da 3ª Companhia do 2ºBPM/Fron, atendendo as mais diversas ocorrências.

Em sua ficha funcional constam pelo menos 13 elogios por bons serviços prestados, principalmente pela prisão de autores de tráfico, apreensão de armas, recuperação de veículos furtados e, também quatro elogios por ocorrências com dedicação além da média, que resultaram na prisão de assaltantes (autores de roubo).

Em uma dessas situações ela, já tendo saído de serviço e estando com carro particular e sozinha, ficou sabendo de uma ocorrência de roubo contra uma senhora, na região por onde passaria para ir para casa. Seguindo seu sentimento de dever e devoção ao próximo, pessoa que ela nem sabia quem era, fez buscas e localizou os autores, dois indivíduos, os quais ela abordou e dominou até a chegada do reforço.

Carol era versátil, guerreira e não media esforços para sorrir e nem para bem servir. A mesma policial que sozinha dominou dois assaltantes, fez a alegria de crianças no "II Quartel Aberto", em outubro passado, onde ela estava com uma viatura recebendo as crianças, mostrando como era a farda, os equipamentos e pousando para fotos com elas.

Além dos elogios, veio também o reconhecimento ao ser escolhida como a policial militar destaque do mês de junho de 2017, na cidade de Chapecó.

Esses são somente alguns flashes do que era a Soldado Caroline. Perde a Polícia Militar, perde mais que ninguém a família e o esposo que perdeu a companheira de todos os momentos, mas também perde significativamente a sociedade, pois ela não media esforços para proteger cada pessoa.

O SARGENTO MARCOS PAULO

O Sargento Marcos Paulo, que ainda luta pela vida, também é um excelente policial militar, possui mais de 22 anos de Polícia Militar, cerca de 20 elogios por bons serviços prestados e quatro medalhas. Atuou por muitos anos no Canil do 2ºBPM/Fron, trabalhou também na Radiopatrulha e ultimamente está comandando o grupo de Operações Preventivas, que diuturnamente luta por uma sociedade mais segura.

AS PROVIDÊNCIAS DA PMSC

Logo que se soube dos fatos trágicos, todos os esforços foram empenhados pelo comando do 2º BPM/Fron, seu grupo de trabalho, comandantes imediatos e escalões superiores, para que fosse dado todo o apoio e assistência necessários à família, também o amparo, mesmo que à distância, para o Sargento Marcos Paulo e os melhores encaminhamentos para o corpo da nossa guerreira.

Ao amanhecer desta terça-feira, 27, um familiar da Soldado Caroline e um Familiar do Sargento Marcos Paulo embarcam em Chapecó com destino a Natal-RN. Um Sargento da Associação de Praças de Santa Catarina (APRASC) e um oficial do comando-geral da PMSC, em Florianópolis, também irá ao Rio Grande do Norte para apoiar nos trâmites. Toda assistência e apoio possíveis serão despendidos. A Associação Beneficente dos Militares Estaduais (ABEPOM) e a Associação de Praças de Santa Catarina (APRASC) também estão apoiando.

--

Sentimentos e solidariedade a todos os familiares de Caroline e a família PMSC. Lamentável, força e honra grandes guerreiros!

Redação DuCampeche

Sd Caroline Pletsch e Sargento Marcos Paulo da CruzSd Caroline Pletsch