Saiba o que funciona no 9º dia da greve dos caminhoneiros

Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense

A greve dos caminhoneiros entra em seu nono dia afetando principalmente o transporte coletivo. A informação mais recente é que os ônibus estão circulando com horários de sábado e a partir de amanhã passam a operar em horário normal, mas em períodos restritos: das 4h às 8h, 11h às 14h e 17h às 20h.

Além dos transtornos com o transporte coletivo, outro problema enfrentado nas últimas horas foi o cancelamento de dois voos no Aeroporto Hercílio Luz, por falta de combustível nos aeroportos de Campinas e Congonhas. Para evitar desabastecimento nos aeroportos catarinenses, um comboio formado por nova caminhões tanque e com escolta de viaturas da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão a caminho de Araucária, no Paraná, para transportar combustível aos terminais de Navegantes, Florianópolis e Joinville.

Transporte coletivo: Os ônibus voltaram a circular após às 11h e seguem até a meia-noite. Uma assembleia promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb) aprovou uma proposta da Prefeitura para mudar o atendimento nos próximos dias. A partir de quarta, haverá paralisações das 8h às 11h, das 14h às 17h e a partir das 20h. No entanto, o transporte deve funcionar com 100% da frota e horário de dia útil nos períodos de pico. Caso a prefeitura mantenha os horários de sábado, a categoria promete parar totalmente o serviço.

Educação: As aulas na rede municipal e estadual em Florianópolis estão suspensas nesta terça-feira por conta do anúncio de uma possível paralisação do transporte público.

Combustível: Motoristas fazem uma longa fila em um posto de combustível na Avenida Mauro Ramos que abriu para abastecimento na segunda-feira. Entretanto, a informação é que o combustível terminou e que o posto não deve reabrir enquanto não receber um novo carregamento.

Supermercados: A situação continua se agravando. Sem abastecimento há praticamente uma semana, produtos básicos como pão, arroz, ovos e até papel higiênico estão desaparecendo das prateleiras de alguns supermercados de Florianópolis. A Associação Catarinense de Supermercados Acats (Acats) considera a situação preocupante, já que não tem expectativa de como resolver a necessidade do consumidor, mas que ainda não é alarmante.

Aeroporto: A operação deve ocorrer sem limitações até a quarta-feira de manhã. Apesar disso, dois voos que seriam realizados nesta terça-feira foram cancelados. O motivo é a falta de combustível dos aeroportos de Campinas e Congonhas, que não teriam mais diesel para as aeronaves. Os voos cancelados foram das 10h40min, que viria de Campinas, e das 11h20min, que partiria de Florianópolis para São Paulo.

Coleta de lixo: A coleta normal ocorre em todas as regiões de Florianópolis sem restrições e, conforme a prefeitura, deve seguir assim pelo resto da semana.

Saúde: O atendimento nas 49 unidade de saúde e nas duas UPAs de Florianópolis ocorre normalmente, inclusive para quem tem consultas ou exames agendados. Se não houver transporte coletivo para o retorno dos servidores, a Prefeitura vai utilizar veículos próprios para levar os funcionários de volta para casa. Já as cirurgias eletivas nos hospitais estaduais seguem suspensas. O Hospital Universitário deve avaliar nesta terça se mantém as consultas do ambulatório.

Abastecimento de água: Abastecimento está normalizado e não corre riscos por enquanto.

Fonte: Diário Catarinense.