Reunião pelo fim da exploração pela Pedrita

Moradores se mobilizam contra a concessão de licença para a Pedrita por mais 30 anos.

A Pedrita, Planejamento construção especializado em Pavimentação (Serviços Especializados para Construção e Reformas), atua especificamente no ramo de extração, industrialização e comercialização de pedras e está localizada no Rio Tavares.

A empresa está em busca da renovação da sua licença por mais 30 anos. Moradores se mobilizam para que sejam tomadas providências imediatas contra a concessão desta licença para ampliação de novas áreas para exploração.

Com suas explosões diárias, a Pedrita causa danos ao meio ambiente e destrói o belo relevo montanhoso da Ilha. Causa ainda desvalorização das terras ao redor e problemas de saúde aos moradores do bairro do Rio Tavares. 

Na próxima segunda-feira, 03 de março, moradores se encontram para um reunião sobre o assunto. Esta reunião irá acontecer na Escola João Gonçalves Pinheiro, em frente à Pedrita, à partir das 19h.

Além disso, a mobilização se estende também à um abaixo assinado, que por meio desta petição pública será reivindicado a não concessão desta licença por mais 30 anos. 

Redação DuCampeche

 Morro entorno do Rio Tavares.