Lagoa do Peri merece a Bandeira Azul pelo segundo ano

A Lagoa do Peri, no Sul da Ilha, recebeu pelo segundo ano consecutivo o selo Bandeira Azul, distinção concedida às praias e marinas que cumprem, mundo afora, critérios relacionados à gestão ambiental, qualidade, segurança e infraestrutura.

 

A Bandeira Azul chegou à Lagoa do Peri na manhã desta sexta-feira (2) e foi recepcionada pela secretária municipal de Turismo, Zena Becker, pelo diretor geral da Floram, Antônio Carlos Simas - que representou o superintendente do órgão, Volnei Ivo Carlin - pelo diretor da Guarda Municipal, Alex Silveira, pela coordenadora regional do Sebrae, Soraya Tonelli, e por Salete Pereira, representante de Jurerê Internacional.

 

Certificada em 2015 como balneário sustentável, a Lagoa do Peri confirmou a mesma condição este ano e, entre as 4.200 localidades em 50 países, é a única praia de água doce da América Latina a receber a distinção: “Nós encontramos aqui uma praia pronta, coisa rara de se encontrar no país”, avaliou Leana Bernardi, coordenadora nacional Bandeira Azul no Brasil.

 

“A Lagoa do Peri não foi preparada apenas para ganhar o selo, mas sim para receber com qualidade e segurança as pessoas que escolhem viver aqui momentos especiais junto aos seus familiares e amigos. É gratificante saber que o reflexo do trabalho realizado pela equipe, em meio a tantas dificuldades, seja reconhecido com esta distinção tão importante”, disse a secretária Zena Becker.

 

Acompanhado pelo chefe das Unidades de Conservação da Floram, Elias Oswaldo Pires, e da diretora de Gestão Ambiental, Carolina Amorim, Antônio Carlos Simas, diretor geral da Floram, ressaltou o grandioso trabalho da equipe: “É uma satisfação hastear a Bandeira Azul na Lagoa do Peri novamente, pois todos os nossos esforços visam a manter o espaço sempre adequado para todos, e não somente para receber o selo, que chega até aqui como uma forma de reconhecimento do nosso trabalho.”

 

A Bandeira Azul foi hasteada a meio mastro, devido ao luto decretado no Estado pelas vítimas do acidente aéreo que transportava a delegação da Chapecoense e jornalistas para Medellín, na Colômbia.

 

Sobre a Bandeira Azul

 

A Bandeira Azul é considerada a mais importante da categoria em todo o mundo e é atribuída, anualmente, por uma organização não governamental às praias e marinas que cumprem um conjunto de 34 requisitos socioambientais, entre eles limpeza, qualidade da água, ações ambientais e turismo sustentável.

 

Para ser certificada, a praia ou marina deve passar por três instâncias de avaliação, começando pelo operador nacional do programa, que encaminha a inscrição para o júri nacional e, finalmente, o júri internacional. No Brasil, o programa é operado, desde 2004, pelo Instituto Ambientes em Rede, de Florianópolis.

Fonte: PMF

Fotos: Rafaela Martins/PMF

Redação DuCampeche